+51-984654421

E-mail: atendimento@perugrandtravel.com

pgrandtravel

Atendimento 24 horas

PGT / Dicas de Viagem  / A história de Machu Picchu
A história de Machu Picchu

A história de Machu Picchu

A cidadela de Machu Picchu, envolta em enigmáticas histórias sobre sua construção, causa admiração e assombro a numerosos visitantes que chegam a este maravilhoso destino. Contarei neste post um pouco sobre a origem desta
encantadora cidadela inca.

História

Conta a história que esta magnífica obra de engenharia foi construída por ordem do inca Pachaquteq, o nono inca que liderou a expansão de Tahuantinsuyo na época do império inca. De acordo com alguns historiadores foi construída como residência de descanso do inca e centro religioso. Estas deduções parecem compatíveis, porém alguns historiadores dizem que Machu Picchu foi provavelmente construída com objetivo militar para uma fácil defesa em caso de ataque. Por isso sua complexa acessibilidade e por estar quase mimetizada pela presença da espessa selva ao redor.

Sua localização particular, em um recôndito local da selva de imponentes montanhas e precipícios, fez com que o santuário de Machu Picchu se mantivesse escondido por muitos anos. O historiador peruano José Tamayo Herrera nega a hipótese de que Machu Picchu não foi descoberta durante a época colonial baseado em escrituras que mostram que foi objeto de transações de compra e venda por 3 vezes, sendo seu último proprietário o corregedor Marco Antonio de Cámara que a adquiriu por 450 pesos.

Outros pesquisadores contam que Machu Picchu provavelmente foi esquecida desde a chegada dos espanhóis por falta de acesso e problemas constantes de colonização que fez com que a cidadela inca ficasse escondida de todos e o mistério se mantivesse até o descobrimento de moradores que cultivaram seus andenes por 8 anos até a chegada de Hiram Binghan, em 1911, vindo ao Peru em busca de Vilcabamba (Vitcos), local onde ocorreu a última resistência inca contra os espanhóis.

O destino e a casualidade colocam nos passos de Hiram Binghan esta linda cidadela que em anos anteriores havia sido frequentada por outros indígenas que deixaram seus nomes escritos em um muro. Por esta razão atribui-se a Hiram Binghan o principal propagador desta obra-prima dos incas por ter divulgado ao
mundo este lugar sagrado.

Por sua ousada e incrível topografia, Machu Picchu provavelmente foi construída por motivos religiosos e militares, devido à presença de templos para seus ídolos e pela localização inacessível na qual se encontra, podendo ser alcançada somente por sua entrada principal.

Principais setores de Machu Picchu

A estrutura arquitetônica está distribuída em duas zonas: Zona Agrícola onde se encontram os andenes de cultivo e contenção de muros como os terraços próximos ao hotel Santuary Lodge e a Zona Urbana, que abriga em seu perímetro os locais religiosos mais importantes como o Templo do Sol, o Templo das Três Janelas, praças e a residência do inca Pachaquteq. Ambos os setores estão claramente delimitados por um muro de 400m de comprimento. O tipo de arquitetura utilizada nesta obra de engenharia inca provavelmente foi a melhor devido às suas peculiaridades características arquitetônicas e paisagísticas.

Desde que Hiram Binghan anunciou ao mundo sobre Machu Picchu, a obra-prima dos incas, o santuário de Machu Picchu, atrai a atenção de muitos viajantes, amantes da natureza por sua beleza paisagística, as montanhas, os cumes, abismos e bosque de ceja de selva, que até hoje se mantém em perfeito estado de conservação pelo excelente trabalho realizado pelos incas.