CONSULTORA DE VIAGENS / Luiza Hubener

E-MAIL: atendimento@perugrandtravel.com

Peru Grand Travel / Dicas de Viagem  / Melhor época do ano para fazer a Trilha Inca
Melhor época do ano para fazer a Trilha Inca

Melhor época do ano para fazer a Trilha Inca

História

O sistema de caminhos inca na época deste mesmo império, no antigo Peru abarcava uma grande extensão do continente sul americano com o objetivo primordial de unir os territórios conquistados na grande expansão inca. Tais caminhos cumpriam a mesma função de nossa época, eram o principal sistema de comunicação que os incas construíram para governar de maneira eficiente os povos conquistados e distribuir os recursos por todo o território.

Após a chegada dos espanhóis e com eles a roda, esta rede de caminhos incas continuou sendo utilizada, porém de uma maneira diferente. Juntamente com os conquistadores chegaram os cavalos, burros de carga e transporte. Também com eles a submissão dos incas e seu povo. Muitos povoados de Cusco, com o passar do tempo, caíram no esquecimento. Uma marca especial na história é o caso da famosa cidadela inca de Machu Picchu que se manteve envolta em mistério por muito tempo e a rota até ela (Trilha Inca), coberta por uma densa floresta.

Atualmente os caminhos transversais e de penetração pertencentes ao sistema viário foram recuperados, re-estabelecidos e protegidos pela UNESCO por serem considerados patrimônio cultural da humanidade.

Entre eles está a Trilha Inca Tradicional até a cidadela inca de Machu Picchu considerado como uma das melhores alternativas para umas férias mágicas cheia de aventura e prazer ao extremo.

Um aspecto importante a se levar em conta é a melhor época para se realizar estes caminhos ancestrais. Aqui passaremos os detalhes sobre os aspectos positivos e negativos da estação seca e chuvosa que afetam a região de Cusco.

Veja também: Dicas para reservar a Trilha Inca

Estação seca “melhor época do ano para fazer qualquer atividade turística incluindo a Trilha Inca”

Para ambos os tipos de caminhos incas “TRILHA INCA TRADICIONAL” e “TRILHA INCA CURTA” as condições climáticas são as mesmas uma vez que estes pertencem à mesma rota.

Os meses do ano da estação seca são:

De maio a outubro: são considerados os melhores meses do ano para realizar caminhadas e acampar.

Por que é a melhor época? Durante esta estação o sol brilha, o vento sopra, as noites são estreladas e se ouve o canto das aves pela manhã. É a melhor época para sentir o vento, conectar-se com a natureza e poder apreciar um entardecer colorido cheio de pura energia.

A partir de abril e maio, o sol começa a brilhar após uma grande época de chuvas, granizo e todos os tipos de fenômenos climáticos. Meses que marcam o início do suposto verão com dias quentes e agradáveis e chuvas esporádicas que refrescam o dia dos viajantes da rota do caminho inca. Sem dúvida, pequenos detalhes que pessoas sensíveis que gostam de viver e aproveitar minuto a minuto de suas vidas.

Os meses de junho e julho são os meses que mais impressões causam porque neste período a rota oferece paisagens naturais magníficas. Um maravilhoso amanhecer com orvalho e geadas matinais, com o sol a sua frente saindo da vertente de uma montanha, um dia quente, um entardecer com brisa e uma noite fria com vento e o firmamento repleto de estrelas que permitirão que observe as constelações e distingui-las em suas formações de animais da trilogia andina.

Porém existe um inconveniente, junho e julho são meses de alta temporada, razão pela qual os ingressos para a rota do caminho inca esgotam-se com maior frequência. Os serviços turísticos para Cusco possuem muita procura e, consequentemente, existe uma variação de preços devido à oferta e procura. Portanto, se você planeja visitar nestes meses reserve seu ingresso para o caminho inca preferentemente com 2 meses de antecedência e leve dinheiro extra.

Meses de agosto, setembro e outubro sem dúvida os meses mais apropriados para ir a Machu Picchu pelo caminho inca. As chuvas nestes meses são escassas, o céu limpo, noite fria e com pouco vento. Ótimas condições para observar as paisagens típicas das zonas subtropicais e florestas tropicais.

Veja também: Trilha Inca: Grau de dificuldade e preparação

Estação chuvosa (experiência extrema)

Meses de novembro, dezembro e janeiro

A temporada chuvosa não é a melhor por seus dias chuvosos e nublados, podendo ocorrer chuva de granizos e todos os tipos de fenômenos meteorológicos. Apesar desta estação não ser a preferida dos viajantes devido aos contratempos que podem se apresentar, ela oferece as melhores experiências por seus inúmeros fenômenos naturais que podem ser observados durante o passeio como garoa ao entardecer, manhã chuvosa, um dia de sol com arco-íris nas montanhas, um dia de chuvas torrenciais, outros cobertos de nuvens brancas que se formam ao redor. Basicamente a melhor temporada para criar vínculos sagrados com a natureza. Por tanto, se você tem espírito de guerreiro estes meses são uma boa opção para experimentar todos os tipos de sensações em uma viagem cheia de aventura.

Fevereiro: mês com a maior quantidade de chuvas torrenciais que acarretam deslizamentos que podem atentar contra a segurança dos viajantes. Este mês é fechado ao acesso de ambas as rotas do caminho inca km 82 e km 104 para manutenção de ambas, conforme ordem do estado peruano.

No geral a rede de caminhos inca é uma das mais incríveis rotas para se ter as melhores experiências de caminhada e conhecer as paisagens andinas, ecossistemas exóticos, flora e fauna endêmica, representativas da zona andina e subtropical peruana, especialmente o galo das rochas, o urso-de-óculos, as famosas orquídeas. Além dos diferentes complexos arqueológicos construídos na época do império inca. Cada complexo com sua respectiva função, história e beleza arquitetônica por sua mágica complexidade.

Sem Comentários

Deixe um comentário